O Google vai implementar um serviço de avisos emergenciais a dois de seus principais produtos: o buscador e o Google Maps. Ambos contarão com um esquema chamado "SOS Alerts", que fornecerá informações pertinentes sempre que houver uma ocorrência de crise.

 

"Você verá mapas, principais notícias e — quando disponível — informações de autoridades locais como números de telefone de emergência, sites e traduções de frases úteis", informou a empresa. "Dependendo de quão próximo estiver da área afetada, você também pode receber uma notificação no seu dispositivo móvel que o direcione a essas informações."

 

Mesmo quem estiver distante, porém, pode ser impactado pela novidade. Basta fazer pesquisas por termos relacionados ao acontecimento e o Google responderá com informações organizadas pelos SOS Alerts.

 

No Google Maps, o usuário verá um ícone específico sobre o local afetado e um card interativo que traz informações a respeito da crise. Há até atualizações em tempo real, como estradas fechadas e alterações de trânsito.

 

A empresa fechou parcerias com uma série de iniciativas independentes e agências governamentais para assegurar que a ferramenta seja efetiva, mas ressaltou que não deseja acioná-la: "Esperamos que você nunca precise usar os recursos de de resposta a crises, mas, se você o fizer, eles foram desenvolvidos para ajudar a manter você, e aqueles a quem você ama, a salvo e informados."

 

O Google não é o primeiro a pensar num sistema desses. O Facebook também conta com uma plataforma de prevenção e disseminação de informações para momentos de emergência. O foco da rede social, porém, é permitir que as pessoas próximas ao ocorrido informem aos contatos de que estão seguros.

 

 

Fonte: Olhar Digital