Google Desktop


Como ativar a indexação de e-mails do Gmail e do Google Apps

Você pode pesquisar no Gmail com o Google Desktop, desde que tenha ativado a indexação de conteúdo. Ative a indexação do Gmail seguindo estas etapas:

  1. Clique no ícone do Google Desktop na bandeja do sistema  .

  2. Selecione Opções.

  3. Clique na guia Recursos da Conta do Google.

  4. Na seção "Gmail", marque a caixa de seleção "Indexar e pesquisar e-mails na minha conta do Gmail".

  5. Digite o nome de usuário e a senha da sua Conta do Google nos campos apropriados. Se o POP estiver ativado para o seu domínio, a versão mais recente do Google Desktop também poderá indexar seus e-mails do Google Apps.
  6. Clique em OK.

  7. Quando terminar, clique em Salvar preferências.

Segurança da indexação de e-mails

Ao ativar a indexação do Gmail, você verá uma notificação de que a indexação do Gmail está em andamento. O Google Desktop criptografa e armazena seu nome de usuário e sua senha do Gmail no computador. Ele usa o SSL (Secure Socket Layer) para se conectar ao Gmail e fazer download das mensagens para o índice do Google Desktop no computador quando ele está ocioso. Após o download de todos os e-mails do Gmail no computador, a mensagem de indexação desaparecerá e você poderá usar o Google Desktop para pesquisar rapidamente seus e-mails indexados.

Além disso, você pode criptografar o índice do Google Desktop, incluindo seus e-mails indexados.




Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=10122


Google Desktop


A resposta rápida

  • Tente reinstalar o Google Desktop sem desinstalar sua versão atual.

  • Lembre-se de que o Google Desktop suporta somente as principais marcas de lançamento para o público do Thunderbird.

Há quatro motivos comuns pelos quais o Google Desktop não indexa seus e-mails do Thunderbird:

A. Você não tem a versão mais recente do Google Desktop.

Apenas as versões mais recentes do Google Desktop pesquisam e-mails do Thunderbird. Para obter informações detalhadas sobre o número de versão mais recente do Google Desktop, acesse http://desktop.google.com.br/support/bin/answer.py?answer=58591. Para saber se você tem a versão mais recente do Google Desktop, clique no link "Sobre" na página inicial do Google Desktop. Na parte inferior da página, deverá estar escrito algo similar a "Google Desktop 5.x.xxxx.xxxxx." Se você não tiver a versão mais recente do Google Desktop, poderá baixá-la e instalá-la em http://desktop.google.com.br


B. Você não tem a versão mais recente (versão estável) do Thunderbird instalada.

O Google Desktop funciona melhor se você tiver o Mozilla Thunderbird 1.0 ou superior instalado. Embora alguns recursos do Google Desktop possam funcionar, nem todos estarão disponíveis, caso você tenha uma versão mais antiga ou beta não-estável do Thunderbird. Como resultado, você poderá enfrentar alguns bugs secundários.


C. Você começou a usar o Thunderbird depois de ter instalado o Google Desktop.

O Google Desktop indexará os e-mails do Thunderbird apenas se você já usava o Thunderbird antes instalar o Google Desktop. Para resolver esse problema, desinstale e reinstale o Google Desktop. Veja como:

  1. Vá para "Iniciar" > "Programas" > "Google Desktop" > "Desinstalar o Google Desktop"." 

  2. Você verá uma caixa de diálogo "Deseja realmente remover o Google Desktop do computador?". Se quiser adicionar material novo sem perder o índice anterior, verifique se a caixa junto a "Manter meu índice" está marcada. Para substituir seu índice anterior completamente, desmarque a caixa. 

  3. Reinstale o Google Desktop a partir de http://desktop.google.com.br


D. Você está usando um e-mail IMAP.

O Google Desktop pode ter dificuldade para localizar e-mails IMAP não abertos, pois eles são salvos em um servidor centralizado, em vez de em seu disco rígido. Para resolver esse problema, você poderá ajustar as configurações do Thunderbird para automaticamente fazer o download dos seus e-mails. Consulte http://www.mozilla.org/support/thunderbird/tips#beh_downloadstartup para obter instruções.


Se nada disso resolver o problema, envie-nos as seguintes informações para que possamos investigar melhor:

- Que versão do Thunderbird você está usando?

- O Google Desktop está indexando as páginas da web que você visita?

Para nos transmitir essas informações, basta enviar uma nota pelo link "Entre em contato" link abaixo.

Agradecemos sua ajuda.

 

 

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=16892

 

Google Desktop


Como adicionar uma unidade externa

O Google Desktop deve encontrar arquivos e e-mails localizados em qualquer unidade interna fixa conectada ao computador. Para indexar uma unidade externa, selecione a unidade na página de preferências do Google Desktop. Veja como:

  1. Clique no ícone do Google Desktop na bandeja do sistema  .

  2. Selecione Opções.

  3. Clique na guia Pesquisar no Desktop. (Se estiver usando uma versão mais antiga do Google Desktop, selecione a guia Indexação local.)

  4. Na seção "Pesquisar nos locais", clique em Adicionar unidade ou pasta a ser pesquisada.

  5. Procure no computador para adicionar as unidades que deseja indexar.

  6. Quando terminar, clique em Salvar preferências.

 

Agora, o Google Desktop indexará periodicamente as unidades externas que você adicionou. Você pode ver a última vez em que uma unidade externa foi rastreada e a próxima atualização programada na página de preferências do Google Desktop.

No momento, o Google Desktop não indexa ou pesquisa o conteúdo de flash drives, e talvez apareça um erro quando você tentar adicionar esse tipo de unidade.


Redes corporativas

Se quiser indexar e pesquisar itens em um servidor central ou exibir resultados para usuários de uma intranet ou rede corporativa, conheça o Google Mini Search Appliance.

O Google Mini combinado com o Google Desktop para Empresas pode ser sua interface de pesquisa única para usuários corporativos. Para obter mais informações sobre a integração do Google Desktop com o Google Mini, veja http://desktop.google.com/enterprise/?hl=pt-BR

 

 

 

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=17227&topic=1633626&ctx=topic

 

Google Desktop


O Google Desktop indexa e pesquisa automaticamente as informações do Outlook 2000 e posteriores.

Barra de ferramentas do Outlook do Google Desktop

Quando você instala o Google Desktop, ele adiciona automaticamente uma barra de ferramentas ao Outlook, tornando a pesquisa de seus e-mails mais rápida e conveniente. Digite uma consulta na caixa de pesquisa da barra de ferramentas do Outlook do Google Desktop, e o Outlook exibirá os resultados da pesquisa na sua visualização de lista normal, incluindo os cabeçalhos das colunas De, Assunto e Data. Cada resultado mostrará também um snippet da mensagem que contém os termos de pesquisa.

Você pode classificar os resultados clicando nos cabeçalhos das colunas. A partir deles, você também pode passar diretamente para outros locais da lista digitando uma letra. Por exemplo, se você clicar no cabeçalho De para classificar por remetente e digitar a letra 'J', irá para os resultados cujos nome do remetente começa com 'J'.

Calendário, Contatos, Tarefas, Diário e Anotações

Ao pesquisar no Google Desktop usando a Caixa de pesquisa rápida, o deskbar, a barra lateral ou a página de pesquisa do Google Desktop, você verá os resultados de Calendário, Contatos, Tarefas, Diário e Anotações do Outlook listados na categoria "Outros" na página de resultados de pesquisa do Google Desktop.

Ao pesquisar no Outlook usando a barra de ferramentas do Outlook do Google Desktop, você verá somente os resultados dos e-mails enviados e recebidos no Microsoft Outlook. Se quiser ver os resultados de Calendário, Contatos, Tarefas, Diário e Anotações do Outlook, clique em Mais resultados do Google Desktop para abrir os resultados em uma janela do navegador. Em seguida, clique em Outros.

No momento, o Google Desktop não faz a indexação do conteúdo postado em pastas públicas do Exchange. Se parecer que o Google Desktop não está indexando os e-mails do Outlook.

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=53545

 

 

 

Google Desktop


Embora o Google Desktop não indexe ou pesquise nomes de pastas, você pode restringir suas pesquisas a itens em pastas específicas usando um operador de pesquisa.


O Google Desktop não indexa ou pesquisa os itens nas seguintes pastas:

  • Lixeira, Informações do volume de sistema, AppData, Cache, Cookies, Histórico, Local AppData, Configurações locais, PrintHood, Recent, SendTo, Inicialização, Modelos
  • Seu diretório compartilhado de usuários do Windows:

    Windows XP: C:\Documents and Settings\All Users\Documentos\

    Windows Vista:
    C:\ProgramData\ e C:\Users\Public\

  • A pasta raiz do sistema. Na maioria dos casos, essa pasta é C:\Windows\

  • A pasta de armazenamento de dados do Google Desktop. Na maioria dos casos, essa pasta é um dos seguintes diretórios:

    Windows XP: %USERPROFILE%\Configurações locais\Dados de aplicativos\Google\Google Desktop\

    Windows Vista: %LOCALAPPDATA%\Google\Google Desktop\

 

 

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=12634&topic=1633673&ctx=topic

 

 

 

Google Desktop


O Google Desktop é compatível com o Outlook Express 5 e posteriores, mas ainda não é compatível com o Windows Mail no Windows Vista.

O Google Desktop indexará somente os e-mails da identidade principal do Outlook Express e não das identidades adicionais. Se você quiser alterar sua identidade principal do Outlook Express para que o Google Desktop possa indexar e pesquisar seus e-mails, basta ajustar suas configurações no Outlook Express. Para isso, vá para Arquivo > Identidades > Gerenciar identidades.

 

 

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=13639

 

Google Desktop


Como configuração padrão, o Google Desktop não indexa arquivos protegidos por senha.
Se desejar pesquisar o texto desses arquivos, precisará ajustar as preferências do Google Desktop. Veja como:

  1. Abra a página inicial do Google Desktop e clique no link Preferências do Google Desktop.
  2. Marque a caixa referente a Documentos do Office protegidos por senha.
  3. Clique em Salvar preferências para salvar as configurações.

Esses arquivos serão incluídos nos resultados de pesquisa. Ao encontrar um desses arquivos, você pode inserir sua senha novamente para visualizar a versão "publicada" ou clicar no link Em cache para ver o arquivo como ele era da última vez que o abriu ou salvou.

 

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=13114&topic=1633673&ctx=topic

Google Desktop


Você pode excluir arquivos, pastas ou sites específicos da pesquisa do Google Desktop na página de preferências do Google Desktop. Para isso, siga estas etapas:

Clique no ícone do Google Desktop na bandeja do sistema  .

  1. Selecione Opções.

  2. Selecione a guia Pesquisar no Desktop. Se estiver usando uma versão anterior do Google Desktop, selecione Indexação local.

  3. Na seção "Tipos de pesquisa", desmarque as caixas de seleção ao lado dos tipos de itens que você não quer pesquisar.

  4. Na seção "Pesquisar nos locais", clique em Adicionar arquivo ou pasta a ser excluído e procure os arquivos ou as pastas específicos que você não deseja pesquisar. Nas versões anteriores do Google Desktop, isso está localizado na seção "Não pesquisar estes itens". Você pode também inserir diretamente o caminho do item:

    Para arquivos ou pastas, insira o caminho completo: C:\Docs Particulares\ ou C:\Docs Particulares\Meu Relatório.doc

    Para unidades de rede, use barras duplas: H:\\Docs Particulares\

    Para tipos de arquivo específicos, insira um ponto seguido da extensão do arquivo: .bmp

    Para websites, use o URL completo do site: http://www.dominioparticular.com.br/

  5. Quando terminar, clique em Salvar preferências.

A exclusão de itens não removerá os itens que já foram indexados, mas isso evita sua exibição nas pesquisas. Saiba como remover completamente os itens do índice do Google Desktop.

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=10117&topic=1633626&ctx=topic

 

 

Google Desktop


O Google Desktop cria cópias em cache (instantâneos) de seus e-mails, arquivos e outros itens cada vez que você os exibe. Essas cópias em cache são armazenadas no disco rígido do computador. Como resultado, você pode, geralmente, usar o Google Desktop para encontrar itens que tiver excluído depois da instalação. Veja como encontrá-los:

Insira seus termos de pesquisa e clique em Pesquisar no Desktop. Se o resultado procurado tiver sido excluído e você clicar no link da versão atual, uma mensagem de erro será exibida. Em vez disso, para acessar a cópia em cache, clique no link Em cache embaixo do resultado.

Se tiver a última versão do Google Desktop instalada, você poderá configurá-la para que os itens excluídos recentemente não sejam mais exibidos nos resultados da pesquisa do Desktop. Para isso, vá para a página de Preferências do Google Desktop e marque a opção intitulada "Remover itens excluídos". Não se esqueça de clicar em Salvar preferências quando tiver terminado.

 

 

 

 

Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=10081&topic=1633673&ctx=topic

Google Desktop


A resposta rápida

Em Preferências do Google Desktop, verifique se você ativou a Indexação de conteúdo e a pesquisa para esse tipo específico de arquivo.

Há alguns motivos comuns pelos quais o Google Desktop não consegue localizar um arquivo específico:

Não podemos indexar o conteúdo desse tipo de arquivo. O Google Desktop pesquisa o texto completo dos seguintes tipos de arquivo:

  • PDF
  • Texto
  • HTML
  • Zip
  • Arquivos do Microsoft Word, Excel e PowerPoint
  • Metadados para arquivos de áudio e vídeo (como informações sobre o artista e o álbum)
  • Os nomes de arquivos da maioria dos outros arquivos em seus discos rígidos internos e das unidades externas ou de rede que você especificou para o Google Desktop pesquisar


A indexação de conteúdo ou de tipos de arquivos específicos está desativada. Se a indexação estiver desativada, você ainda poderá usar o Google Desktop para pesquisar e abrir aplicativos, mas os conteúdos dos arquivos não serão indexados. Para verificar se você não desativou a indexação, siga estas etapas:

  1. Na página inicial do Google Desktop, clique no link Preferências do Google Desktop.

  2. Selecione a guia Pesquisa no Desktop. Se estiver usando uma versão anterior do Google Desktop, selecione "Indexação local".

  3. Marque a caixa de seleção ao lado de Ativar a indexação de conteúdo para novos itens. Para versões anteriores do Google Desktop, desmarque a caixa ao lado de "Desativar indexação".

  4. Verifique se todos os tipos de arquivo relevantes estão selecionados na seção Tipos de pesquisa.

  5. Clique em Salvar preferências.

Antes de encontrar o arquivo, o Google Desktop atingiu o seu limite de indexação de arquivos. O Google Desktop indexará apenas 100.000 arquivos por unidade durante o período inicial de indexação. Se você tiver mais de 100.000 arquivos em uma unidade específica, o Google Desktop não indexará todos durante o período inicial de indexação. No entanto, o Google Desktop adicionará arquivos ao seu índice durante a indexação em tempo real se você movê-los ou abri-los.

O arquivo está em uma unidade externa, de rede ou mapeada que você não pediu para o Google Desktop pesquisar. Observação: para adicionar arquivos localizados em unidades externas ou de rede, você precisará ativar a "Indexação avançada" nas preferências do Desktop. O Google Desktop pesquisará os arquivos em unidades somente depois de você tê-los adicionado a suas preferências de "Locais de pesquisa". Para unidades de rede ou mapeadas que você não tenha selecionado, o Desktop pesquisará somente arquivos do Microsoft Office (não arquivos PDF, TXT ou MP3) que você abrir, criar ou salvar depois de instalar o Google Desktop.


O arquivo está localizado em algum lugar onde o Google Desktop não pesquisa. O Desktop não pesquisa arquivos localizados em pastas ocultas. Para descobrir se uma pasta está oculta, clique com o botão direito do mouse na pasta, selecione Propriedades e vá para a seção "Atributos". Se uma pasta estiver oculta, você poderá exibi-la desmarcando a caixa ao lado de Ocultar. Depois que você tiver feito essa alteração, será necessário indexar novamente para viabilizar a pesquisa desses arquivos nesta pasta.


Você está procurando uma palavra que aparece no fim de um arquivo PDF muito longo. Se o arquivo estiver indexado, você poderá localizá-lo procurando pelo nome desse arquivo. No entanto, se você estiver procurando uma palavra dentro do arquivo, observe que o Google Desktop procura apenas os primeiros 75 mil caracteres. Em alguns casos, o Google Desktop poderá indexar um número ligeiramente menor de palavras para economizar espaço no índice de pesquisa e no disco rígido.

Se nenhuma das explicações acima se aplicar, envie-nos as seguintes informações para que possamos investigar melhor:

  1. Onde o arquivo está localizado? Forneça o caminho exato. Por exemplo: D:\Memórias do Havaí\Junho 2004\Diário.doc

  2. Que termos de pesquisa você usou para procurar o arquivo?

  3. Tente pesquisar usando o nome completo do arquivo. Isso retorna algum resultado?

  4. Se possível, envie-nos uma cópia do arquivo.

  5. Você consegue localizar outros arquivos na mesma pasta?

  6. Quantos arquivos o Google Desktop indexou? Para obter esse número, visite a página inicial do Google Desktop e clique no link "Status do índice" na parte inferior da página. Copie e cole os dados dessa página e envie-os para nós.

  7. Qual é o tamanho da sua pasta do Google Desktop? Para descobrir, clique duas vezes em "Meu computador" na área de trabalho do Windows, selecione "Disco local (C:)", e em "Documents and Settings" >"" > "Configurações locais" > "Dados de aplicativos" > "Google". Clique com o botão direito do mouse na pasta "Google Desktop" e selecione "Propriedades". Nessa janela, você verá uma seção "Tamanho".


Fonte: http://support.google.com/desktop/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=13754&topic=1633673&ctx=topic