A nuvem desmistificada: como funciona e por que é importante

Quer você esteja fazendo backup de fotos ou transmitindo nossos programas de TV favoritos, talvez você saiba que tudo isso é possível graças à nuvem.

Mas para muitos de nós, é aí que o entendimento termina. Com o Next '19 , a conferência anual de clientes do Google Cloud, esta semana, é um bom momento para perguntar: O que é essa nuvem, afinal?

Antes da nuvem, as empresas mantinham frotas de computadores (conhecidos como “servidores” em tecnologia) para criar sites e aplicativos e equipar os funcionários com o software necessário para construí-los. Esses computadores ficavam em uma sala de servidores ou em um datacenter próximo, conectados por uma rede interna e pela Internet mais ampla. A equipe de TI de uma empresa tinha que monitorar todos esses computadores, cabos de rede e outros equipamentos - e manter tudo funcionando para os funcionários, abaixo do orçamento. Então, isso significava que, a cada poucos anos, a equipe de TI comprava novos computadores e cuidava de qualquer manutenção e atualização, como adicionar uma nova linha de rede ou um novo software.

Corta para hoje: temos velocidades de computação mais rápidas e melhor conectividade com a Internet, e isso tornou mais fácil para os computadores em todo o mundo se conectarem rapidamente. Não é mais necessário que as empresas possuam servidores e data centers. Como o Google já possui uma enorme rede global - composta de coisas como nossos próprios datacenters e cabos submarinos - , podemos fornecer essa infraestrutura para as empresas para que elas possam criar produtos e serviços. Em suma, é isso que o Google Cloud oferece: acesso à infraestrutura global do Google e a todas as ferramentas de última geração que criamos ao longo do tempo para atender aos bilhões de usuários do Google.

Essa nova maneira de construir na nuvem resultou em mudanças na forma como as empresas usam computadores e outras tecnologias.

  • Por que a nuvem é tão importante?

A nuvem tomou o mundo da tecnologia, e continua crescendo para usos de consumidores e empresas. As empresas querem usar a tecnologia mais recente e mais rápida, o que não é possível quando você só compra computadores novos a cada poucos anos.

Os provedores de nuvem pública permitem que as empresas usem a tecnologia mais recente sem precisarem comprar e manter por conta própria. O Google Cloud, por exemplo, mantém redes complicadas que podem mover dados rapidamente pelo mundo. Manter as informações seguras, um desafio para as empresas, também é mais fácil com a nuvem, já que a criptografia é incorporada. Além disso, a enorme escala de nuvem significa que ela pode executar aplicativos mais rapidamente.

As empresas de nuvem também podem ser mais eficientes com espaço e energia. No Google, compramos energia eólica e solar suficientes para compensar a eletricidade que usamos, de modo que nossos clientes possam obter benefícios de sustentabilidade que talvez não obtivessem por conta própria.

  • Como a nuvem afeta sua vida cotidiana?

Quando as empresas começaram a usar a nuvem, seus clientes também começaram a usar a nuvem. Ele faz muito do que fazemos em nossos telefones, tablets e laptops. Por exemplo, o Gmail tornou-se popular rapidamente , porque oferecia muito mais armazenamento para que você pudesse manter todos os seus e-mails, mesmo aqueles com anexos grandes. O Gmail funciona porque, em vez de armazenar e-mails em um servidor limitado em algum lugar, uma rede gigante de servidores armazena esses e-mails. Quando você verifica seu e-mail, um servidor em um desses data centers está localizando e baixando seus e-mails mais recentes e encaminhando-os para seu computador ou telefone. Além disso, como o Gmail é baseado na nuvem, isso abre oportunidades para o aprendizado de máquina para ajudá-lo de maneiras que você talvez não perceba, como o bloqueio de tentativas de phishing e spam na sua caixa de entrada.

  • O que as pessoas falam em uma conferência em nuvem?

Quando mais ou menos 30 mil pessoas convergirem em São Francisco no Google Cloud Next '19 esta semana, escolherão centenas de sessões, painéis e tutoriais para aprender sobre computação em nuvem. Alguns participantes podem estar começando a usar a nuvem e precisam aprender o básico, enquanto outros estão explorando conceitos avançados como IA e aprendizado de máquina. Várias sessões explicam como os produtos específicos do Google Cloud podem ser usados. Há sessões para conectar produtos de fora do Google Cloud aos nossos e mostrar aos usuários de negócios como mover seus dados para a nuvem.

 

Fonte: Blog Google