Dentro do Museu Nacional do Brasil com o Google.

Explore o  Museu Nacional do Brasil. Em 2 de setembro de 2018, um incêndio atingiu o Museu Nacional do Brasil no Rio de Janeiro, uma das maiores coleções de história natural do mundo.

  Estima-se que 20 milhões de peças foram perdidas, incluindo artefatos indígenas, restos de dinossauros e o mais antigo esqueleto humano já descoberto nas Américas.

A partir de 2016, o Google Arts & Culture começou a trabalhar com o museu para levar sua coleção on-line - para que qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, pudesse ver e aprender sobre esses artefatos antigos. Agora, pela primeira vez, você pode virtualmente entrar no museu e aprender sobre a coleção perdida por meio das imagens do Street View e das exposições on-line.

A incrível diversidade de artefatos no Museu Nacional do Brasil refletiu séculos de cultura e história natural do Brasil, desde borboletas ameaçadas da Amazônia até lindas mascaras indígenas e cerâmica decorada . Infelizmente, a destruição de coleções como essas nos lembra das diversas ameaças que existem ao patrimônio mundial - e como é importante protegê-lo. Avanços na tecnologia - como fotografia de alta resolução, fotogrametria, escaneamento a laser em 3D e realidade virtual e aumentada - não apenas introduziram novas formas de arte, mas também nos ajudam a preservar a herança mais preciosa do mundo. Mesmo que as imagens não possam substituir o que foi perdido, elas nos oferecem uma maneira de lembrar.

Os visitantes podem explorar o museu por meio de imagens imersivas do Street View  capturadas antes do incêndio.

 

Fonte: Blog Google